Gustavo Henrique 1 mes

Gustavo Henrique 1 mes

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Quanto de atenção damos aos nossos pequenos e quanto tempo passamos na Internet?

Ai gente....Internet é fogo né, é um vicío que não conseguimos domar, mas até que ponto somos tão viciadas?Antes de engravidar e quando eu estava grávida, passava praticamente o dia inteiro na internet tanto, que foi assim que conheci o pai do Gustavo. Então o Gustavo nasceu, ai minhas longas horas na internet diminuiram....(somente por alguns meses rsrs). Ele se tornou um pouquinho independente ja usava andador, ficava no cercadinho e etc....voltei com a corda toda, ligava o not as 10:00hs da manhã e ia desligar só ás 00:00hs parava so pra alimenta-lo. Foi então quando me dei conta que o Gustavo estava "meio" abandonado por mim, só percebi isso quando num belo dia eu estava sentada no sofá com not no colo e ele no andador, parou na minha frente ficou um tempão me olhando quietinho e eu nem percebi no seu rosto um belo de um sorriso que ja fazia tempo que ele estava sorrindo. Esse sorriso me deu um aperto no coração, ele parecia dizer: "-Mamãe eu estou aqui, olha pra mim...." Nesse belo dia, prometi pra mim mesmo que eu so iria entrar na intenet quando ele estivesse dormindo ou passeando com o vovô. E é isso que estou fazendo, ta certo que quando ele esta assistindo a Galinha Pintadinha, eu dou uma corridinha aqui, mas eu quero ver as descobertas do meu filho, o sorriso gostoso dele, brincar com ele no chão, passear e muitas outras coisas porque tudo isso é um momento único que jamais vai se repetir. Então todas nós viciadas em internet, eu deixo um aviso: - Essa fase maravilhosa dos nossos filhos passa muito rápido e não tem como voltar pra ver o que perdemos, agora, internet existe o google onde você pode ver tudo o que perdeu no dia. E por fim, convido todas a fazer uma reflexão sobre quanto de atenção você da a seu pequeno, e quanto tempo você passa na internet, que na maioria das vezes é sempre vendo as mesmas coisas. Eu adoro a internet e não vivo sem ela, mas o Gustavo pra mim é e sempre vai ser prioridade, não quero perder as descobertas, os sorrisos, as manhas, os choros, a alegria e resumindo, não quero perder o crescimento dele. Deixo a minha dica,,, não percam um só sorriso dos seus filhos, porque esse vocês não vão achar no google.
Nunca mais quero perder toda essa alegria

sábado, 24 de setembro de 2011

10 meses de muito Amor!

Hoje 24/09 meu grande amor completou 10 meses,,,,nossa, como passou rápido.Minha gravidez parece que demorou uma eternidade (39 semanas e 4 dias). A cada dia que passa eu me surpeendo mais em ser mãe, gente como é dificíl e olha que isso é só o começo.... Bom, como ele esta completando 10 meses deixa eu ficar por dentro do que ele vai ser capaz de fazer em seu desenvolvimento. O bebê está se tornando mais consciente do meio que o rodeia Os jogos que estimulam a curiosidade natural dos bebés são ideais para esta idade, à medida que a capacidade de raciocínio amadurece e começam a entender conceitos mais complexos. Brinquedos repletos de atividades, com vários mecanismos para serem explorados, também são especialmente interessantes e benéficos nesta fase. Tem dúvidas sobre áreas de desenvolvimento do seu filho de 10 meses? Leia o que dizem os nossos especialistas. -O bebê talvez já consiga andar, se o segurar pelas mãozinhas. -Consegue ter a percepção de profundidade se gatinhar: não tenta descer degraus lançando-se de cabeça. -Começa a olhar para as coisas que deixa cair. -Responde a uma ou duas ordens. -Tem medo de locais estranhos. -Começa a antecipar e a lembrar. Quando a geladeira está aberta, o bebê já está à espera de comida; quando a mãe pega na mala, o bebê antecipa que ela vai sair. Brinquedos adequados para esta idade: - Brinquedos que incentivem o desenvolvimento físico, como dar os primeiros passos e andar. - Brinquedos que incentivem a aprendizagem básica Porque o seu filho está se tornando mais consciente do meio que o rodeia, fica intrigado com os objetos do dia-a-dia. Brinquedos que são familiares ao bebê aguçam a sua curiosidade e proporcionam uma forma segura, divertida e intelectualmente interessante de explorar. Bolas grandes com orifícios ou ranhuras para agarrar Brinquedos para imitar a realidade, como ferramentas de brincar Peças grandes para encaixar O que pode fazer para ajudar ainda mais o seu bebê: "Para onde foi?" Nesta fase, o seu filho já está pronto para entender o conceito de permanência dos objetos. Diga-lhe que os objetos que estão escondidos podem aparecer novamente e demonstre-o escondendo um brinquedo e perguntando: "Para onde foi?" Depois mostre o brinquedo e diga: "Ah, ele está aqui!" Depressa o bebê vai perceber este conceito foi de brincadeira, e começa a perceber que os pais vão embora mas que voltam, e até mesmo a antecipar o seu regresso. Enriqueça a percepção tátil do bebê mostrando as diferentes texturas do brinquedo. Incentive-o a explorar o brinquedo, colocando os seus dedinhos sobre as diferentes texturas e dizendo, por exemplo: "Isto é ondulado, não é?" Como sempre, em todas as oportunidades que tiver, reforce a aprendizagem da linguagem aplicando palavras às experiências. Da mesma maneira, exercite a percepção visual do bebé apontando para os diferentes padrões visuais do brinquedo.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Crime hediondo.

Coloquei um video lá no finalzinho da página, pra mostrar o tamanho da crueldade que uma grande parte das mulheres cometem, o aborto. Tais mulheres não deveriam possuir um orgão tão abençoado que é o útero. Criminosas, essas infelizes merecem sofrer pelo que fez a um ser tão indefeso e tão inocente que Deus mandou para cuidarmos, darmos amor e formar um ser humano que poderia mudar esse mundo que está tão cheio de maldade. Eu me lembro que recebi esse video na época em que eu estava na escola, na 8 série. Um homem me parou na rua e me deu um folhetinho falando sobre o aborto, nem liguei muito, mas sempre fui contra esse crime. Passado uns dias esse mesmo homem pasou novamente na porta da escola e me deu outro folhetinho e uma fita de video cassete mostrando o aborto, me lembro que depois de assistir eu chorei muito, eu estava com 16 anos.
Depois de 17 anos, minha sobrinha que esta com 20 anos chegou em casa com o folhetinho,3 bebezinhos de gesso e 3 DVDs quando fui ver, era o mesmo folhetinho com a mesma mensagem e o mesmo video só que dessa vez ele fez uns bebezinhos de gesso. Achei maravilhoso esse homem que não sei o nome, ainda,depois de tantos anos continuar fazendo esse trabalho em mostrar e tentar fazer algumas mulheres a não cometer esse crime tão hediondo.
Ele é uma pessoa que deve ter feito várias mulheres a parar e pensar. Essa pessoa desconhecida deve ter salvado muitas vidas mesmo antes dessas vidas nascerem.




sexta-feira, 3 de junho de 2011

Mamães...vamos ao cinema???

Quando a magia do cinema transporta a mãe para locais inimagináveis, a faz viver sentimentos e sensações únicas, principalmente por estar com seu bebê no colo.

Isso faz do CineMaterna um programa mais que especial!

Meu amor, minha vida

Meu amor, minha vida

A difícil arte de ser mãe

Quando um bebê decide vir ao mundo, nasce com ele uma mamãe.

Uma mãe é mãe desde o primeiro instante. Mesmo quando a vida ainda é um minúsculo ser implantado no ventre, a gente já é mãe do coração. Todo nosso pensamento, todo nosso cuidado se volta para esse serzinho que, tão minúsculo, já provoca emoções tão grandes.

A simples descoberta já nos traz um turbilhão de emoções inexplicáveis. A vida nunca mais vai ser a mesma. E nos perguntamos: "será que vou ser uma boa mãe?" "Será que vou saber cuidar do meu bebê?"

Mas uma mãe não nasce mãe e não aprende a ser em escolas. Uma mãe é e isso basta. Mãe sente, mãe adivinha, mãe aprende sofrendo, mãe sofre aprendendo.